11 94736-1487

(11) 2063-4998 / 2914-2157

Via Anchieta, 1103, Sacomã - SP - CEP: 04247-001

Seg a Sex: 8h - 18h Sábado: 8h - 12h

Registro no inmetro: Nº 2620

Blog GNV anchieta

Fique por dentro das últimas notícias

VERDADES SOBRE A PERDA DE POTÊNCIA COM KIT GÁS

26 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

Hoje em dia muitos motoristas já possuem consciência de que o Gás Natural Veicular (GNV) corresponde uma alternativa mais barata do que os outros combustíveis mais tradicionais, no caso gasolina e o etanol. No entanto, algumas dúvidas em relação ao GNV ainda são frequentes na mente de várias pessoas que ainda não estão por dentro dessa novidade. Uma dessas dúvidas é saber se o Gás Natural Veicular tira a potência do automóvel. A verdade, o GNV retira sim certa quantidade de potência do carro, porém essa tal perda de potência só seria significativa para aqueles motoristas que andam com o veículo acima de 6000 RPM. Porém, como isso é extremamente raro, essa tal perda de potência tão propagada não é significativa. O que realmente pode ser sentido é uma possível perda de torque, que é força do motor. Motivos para a perda de torque Essa perda de força do motor ocorre porque o Gás natural veicular (GNV) conta com uma menor densidade se for comparado com outros veículos. Sendo assim, existe certa perda de espaço destinado para o ar admitido. Além disso, é importante salientar que os combustíveis líquidos alteram o seu estado físico, que vão do líquido para o gasoso no momento da admissão. A alteração de estado acarreta dessa maneira uma maior perda de calor. Essa perda promove então um aumento de densidade e, diante disso, acarreta também em um aumento de massa admitida e, por sua vez, mais potência. É importante destacar também que a quantidade de gás que é utilizada para se obter uma mistura adequada de ar e combustível é considerada menor que a dos combustíveis líquidos. Essa característica, aliada a uma reduzida energia térmica do Gás Natural Veicular, permite com que a potência final seja então menor. Outro fator que deve ser levado em consideração é que o gás apresenta uma compressão mais elevada do que a gasolina. Por isso, com compressão mais reduzida, o combustível passa a ter menor capacidade no interior da câmera de combustão. Portanto, diante de tudo isso, vale salientar sim que essa perda de potência existe, mas diante do uso cotidiano, ela não será sentida pelo motorista.

Continuar lendo

VOCÊ SABE QUAL É A GERAÇÃO CORRETA DO KIT GÁS PARA GNV NO MOTOR DO SEU VEÍCULO?

25 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

A instalação do kit adequado para o uso do Gás Natural Veicular (GNV) tem rendido muita discussão. Os consumidores devem estar cientes quanto à aplicação dos componentes corretos. As oficinas convertedoras devem orientar os clientes, ressaltando a importância de o motor receber os componentes eletrônicos certos. Quando um kit para um veículo com carburador é instalado, por exemplo, ele deve ser de primeira geração, seu controle da mistura de combustível é realizado através de registros mecânicos. Porém quando se instala um kit Gás para um veículo com injeção eletrônica, esse controle é realizado eletronicamente. Dessa forma ele deve ser de segunda geração em diante, conforme o sistema original instalado. Caso esta prática não se torne usual, teremos um veículo equipado com injeção eletrônica original de fábrica funcionando como veículo carburado. Abaixo listamos a geração de kits GNV que estão disponíveis no mercado, junto da sua correta aplicação, para adequação ao sistema original instalado no veículo: 1° Geração do sistema de GNV: Utilizada em veículos carburados; seu ajuste da mistura (ar/gás) é feito através de registros mecânicos, um para a marcha lenta e outro para passagem de alta, seu sistema é aspirado com misturador; 2° Geração do sistema de GNV: Utilizada em veículos com sistema de injeção eletrônica de combustível; seu controle da mistura (ar/gás) é feito eletronicamente através do módulo de controle e executado por um atuador eletromecânico; possui sistema aspirado com misturador; 3° Geração do sistema de GNV: Utilizada em veículos com sistema de injeção eletrônica de combustível, o controle da mistura (ar/gás) é feito eletronicamente através do módulo de controle e executado por dois atuadores eletro- mecânicos; seu sistema é aspirado com misturador; 4° Geração do sistema de GNV: Utilizada em veículos com sistema de injeção eletrônica de combustível; seu controle da mistura (ar/gás) é feito eletronicamente através do módulo de controle e executado por dois atuadores eletromecânicos; a injeção de fluxo é contínua.

Continuar lendo

KIT GÁS TRAZ VANTAGENS AO BOLSO DO MOTORISTA

24 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

O que há algum tempo era comum unicamente para os donos de táxis vem se tornando favorável também para outros perfis de motoristas. Do que estamos falando? Da instalação do Kit Gás Natural. A conversão do veículo que utiliza etanol ou gasolina para o kit gás proporciona uma série de vantagens, mas, a melhor delas, com certeza ainda é a economia. Para comprovar o que já é um fato, trouxemos neste artigo as principais vantagens da instalação do kit gás natural para o bolso do motorista. No que se refere à economia, ela pode ser medida não só pelo que você está vendo na bomba do posto de combustível. Além de ser mais barato, o gás natural também rende mais: cerca de 25% mais do que quando em comparação à gasolina e mais de 40% em ralação ao etanol. Sendo assim, se por um lado você gasta em média R$0,32 para rodar um quilômetro com o carro abastecido à gasolina, com o gás natural, você gastará apenas R$0,15. Neste sentido, o gás natural se torna uma opção muito mais viável e econômica. E por mais que o valor para a conversão seja um pouco salgado (algo como R$2 mil), basta fazer as contas: se você roda dois mil quilômetros mensais com o veículo – sendo esta a média calculada em relação aos motoristas brasileiros – irá “pagar” a conversão com a economia no abastecimento em cerca de 16 meses (ou seja, em um ano e quatro meses). E além das vantagens para o bolso, apostar no kit Gás Natural também é uma forma de contribuir com o meio ambiente, já que a sua emissão de poluentes é 15% mais baixa do que o etanol, e 20% mais baixa do que a gasolina. Com o gás natural, as possibilidades de vazamento também são quase zeradas: isso porque ele é extremamente leve (até mais leve do que o ar). Isso permite que qualquer vazamento seja dissipado antes mesmo de qualquer explosão. Outro motivo para apostar no kit gás diz respeito à própria qualidade do veículo: por ser mais completo do que quando em comparação aos outros tipos de combustíveis presentes no mercado, o gás natural preserva o tempo de vida do motor.

Continuar lendo

VANTAGENS DO GNV – KIT GÁS

14 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

O Gás Natural Veicular (GNV) é a alternativa perfeita ao uso dos combustíveis mais tradicionais, a gasolina e o álcool. E não só pelo fato de o GNV ser o menos poluente, o que faz com que a natureza agradeça, mas também pela importante questão do custo-benefício, que será melhorada consideravelmente. Pureza Como resposta aos maus tratos que conferimos à natureza, acabamos vitimados por efeitos indesejados como, por exemplo, o Aquecimento Global. A população só tende a crescer, o consumo aumenta e o resultado é desastroso: o consumo desenfreado de recursos e a poluição do meio-ambiente pode nos prejudicar seriamente num futuro próximo. Com isso em mente, fica fácil de concluir que o GNV é a forma perfeita de abastecer seu veículo, reduzindo consideravelmente – em até 20% – a emissão de gás carbônico, um dos grandes vilões do meio-ambiente. Além do mais, a pureza do uso de GNV não acaba por aí: devido à forma como é tratado antes de chegar ao consumidor, não é possível manipulá-lo de modo a ludibriar quem vai abastecer o automóvel. Bem diferente dos vários casos de gasolina adulterada que ouvimos falar. Corte de gastos É verdade que há os gastos iniciais com a instalação do GNV – cilindro e kit. Agora, é preciso pensar além: com tudo instalado, seguindo totalmente as regras de segurança vigentes, o abastecimento irá lhe poupar em média 70% com relação ao que era gasto com gasolina. Não só isso, como por abastecer seu veículo de forma gasosa, os gastos com manutenção também serão reduzidos. Esqueça os mitos Com uma instalação de última geração, feita por profissionais capacitados e seguindo todas as normas de segurança, a manutenção necessária do veículo após a instalação do GNV será tão fácil quanto a dos movidos a gasolina ou etanol. Não, o veículo não será consideravelmente prejudicado quanto à potência. Com os avanços tecnológicos relacionados aos kits de última geração, o mecanismo de injeção de GNV no motor é bastante eficiente e o rendimento do veículo será excelente – rende, em média, o dobro dos tradicionais. Não é porque há “gás” no nome que o GNV é um combustível perigoso; muito pelo contrário, a instalação oferece diversas válvulas de segurança e, durante o abastecimento, não há nenhum contato do gás com o oxigênio, o que significa zero risco de combustão.

Continuar lendo

USO DE KIT GÁS NATURAL TRAZ ECONOMIA PARA O MOTORISTA

05 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

O gás natural, também conhecido como GNV, vem ganhando cada vez mais destaque como opção de combustível para carros, principalmente no que diz respeito à economia que ele proporciona. Se comparado aos combustíveis mais utilizados, gasolina e etanol, a economia pode chegar a 48% em relação ao primeiro e 57% em relação ao segundo. De acordo com algumas pesquisas no Brasil, esse número pode variar ainda mais e chegar a até 61% em alguns casos. Em números brutos, a troca da gasolina por gás natural poupa algo em torno de R$414 depois de 2,5 mil quilômetros percorridos, bem como a troca do etanol pelo GNV se torna R$598 a menos nas contas do mês. Esses dados, juntamente com outros fornecidos por instituições em todo o país, provam a grande vantagem da conversão dos carros para GNV; e ainda assim, esse não é o único bom motivo para se tornar adepto da mudança. Há mais de oito meses não há reajuste no preço do gás natural, diferente dos outros combustíveis, um ponto importantíssimo frente ao momento em que o Brasil se encontra. Além disso, o GNV compensa mais e mais conforme o carro roda maiores quilometragens. Ao fazermos um paralelo entre os custos da conversão e o a economia obtida, é nítido que quanto mais aquele veículo andar, mais rápido o retorno acontece. A média é, se forem percorridos oito mil quilômetros por mês, o retorno desse investimento se dê em quatro ou cinco meses. Caso o procedimento seja parcelado, é ainda provável que os gastos sequer mudem: o que o motorista não estiver mais gastando com gasolina ou etanol compensará as parcelas da conversão. Ao realizar a conversão, se o motorista optar por um kit gás de quinta geração (mais comum e atualizado), a diferença estará apenas na economia e não afetará em nada o desempenho ou funcionamento do carro. Portanto, ao analisar o custo-benefício e o tempo prolongado de uso, tanto para quem trabalha com o carro quanto para quem o usa apenas no pessoal, a conversão para o GNV é vantajoso para todos. economia com kit gás

Continuar lendo

RECORDE DE CONVERSÃO DE VEÍCULOS PARA O KIT GÁS GNV

01 de outubro de 2016

Conteúdo Twiser

É cada vez maior o número de proprietários de veículos que optam pela conversão do combustível para o Gás Natural Veicular, mais conhecido como GNV. Isso se deve a vários motivos, entre eles a economia, que desde seu lançamento, em 2000, sempre ficou acima dos 40%. O sistema de GNV se tornou valoroso para todos os motoristas que rodam com intensidade, já que ele proporciona um rendimento muito maior do que qualquer combustível líquido. Recorde em 2015 Segundo dados da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás), nunca houve tantas conversões para o GNV quanto em 2015. O resultado do levantamento abrange toda a área de concessão da Comgás, a saber, Vale do Paraíba, Região Administrativa de Campinas, Baixada Santista e os municípios da Região Metropolitana de São Paulo. Só no mês de outubro foram 320 conversões para o Gás Natural Veicular, um resultado mensal superior aos quatro anos anteriores. Para ter uma ideia, o crescimento em relação ao mês de setembro foi de 72%. Outro número demonstra o valor que os motoristas de carros estão dando ao GNV: 88% das conversões no mês de outubro foram feitas em automóveis de frotas e de pessoas físicas. O levantamento evidenciou que os proprietários procuram o GNV para, principalmente, poupar dinheiro. No início daquele mês houve um reajuste nos preços do etanol e da gasolina, fato que incentivou o crescimento do número de conversões. O preço da gasolina nas refinarias sofreu uma alteração de 6%. Devido aos problemas econômicos que o país enfrenta, é quase certo que o recorde ainda será batido em 2016, e provavelmente nos anos vindouros. Mais economia Outro estudo realizado em 2015 também demonstra a superioridade do GNV na competição com os combustíveis líquidos. A Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) divulgou dados que evidenciam a economia do GNV por quilometro rodado. Em São Paulo, o gás natural chegou a ser 50% mais econômico que o etanol e a gasolina. Os dados demonstraram que uma pessoa que roda 2.500 km por mês pode economizar 396 reais em relação à gasolina e 376 em relação ao álcool. Esses números influenciarão no aumento de conversões nos anos seguintes.

Continuar lendo